domingo, 1 de maio de 2011

O Relógio Parou


Não sei o que se passa comigo
O tempo parou para mim
Ha três anos atras perde tudo que tinha
Estou preso no vazio ha este tempo
Minha vida parece que deu um passo tragico que me levou além do que eu podia ir
Não me perguntaram se queria que tudo isso que aconteceu nestes últimos três anos eu realmente não queria, mas aconteceu

Não sei mais o que fazer
Nao sei aonde devo ir
Estou desejando afundar na melancolia
E fugir de muita pessoas na minha vida
Com olhares de gelo que me entrestecem a cada instante
Ninguem se encomoda se eu vivo dos meus prantos
So queria uma coisa nesta vida... e nao sei como posso viver
quando sei que me roubaram uma coisa que sempre soube que era minha...

                      Sinceramente queria que minha vida tivesse um rumo novamente
                     Como posso viver tendo perdido a única coisa que sempre soube que era minha
                    Espero que um dia possa minha vida voltar a ser o que era
                   Há tres anos tudo acabou... so queria minha vida de  volta
                  È muito tragico perde tudo que  tinha
                 Quando se acrediva fazer o que achava certo

               Só vou para de me lamentar quando minha vida voltar a ser o que era
               Mas não sei por onde começar
              Não sei o que fazer... Nao quero viver assim
             Só posso esperar que um dia... minha vida volte
             Para que eu possa sonhar com o meu passado
             E ter um presente que eu tenha vontade de viver
            Não posso viver sem uma coisa que sempre soube
            que era minha
            Quero minha melancolia... Quero meu tempo perdido
            Meu passado... minha vida... espero o retorno...
           Não posso mais viver assim... O meu relogio tem que voltar
          a funcionar para que eu possar sobreviver de todos os meus prantos

10 comentários:

  1. Obrigado por comentar , no nosso site Rômenio, volte sempre, alias muito bom conteudo postado por ti neste post, abraço e até breve!!!

    ResponderExcluir
  2. gostei do poema romulo '-' interessante ^^, sucesso com o blog.

    ResponderExcluir
  3. Saudações, meu querido amigo.
    Primeiramente perdão pela demora... So hoje pude, enfim, retribuir à todos os coments dos meus blog. Minha net passou dias e dias sem funcionar direito... Hoje ela resolveu dar uma trégua ¬¬
    Adorei sua reflexão. Ótima postagem!

    BeijoS NegroS^^

    ResponderExcluir
  4. Belas palavras gostei muito do poema querido!
    Bjs sangrentos

    ResponderExcluir
  5. Saudações!...
    Passando para desejar uma ótima e sombria semana...

    BeijoS NegroS^^

    ResponderExcluir
  6. Tem selinho pro seu blog xD
    Passa lá: http://penumbra-particular.blogspot.com/2011/05/mais-um-selinho-o.html

    BeijoS NegroS^^

    ResponderExcluir
  7. Adorei cara. Esse poema é a minha cara. Parabéns por conseguir fazer a transição tão difícil que é a do sentir para o escrever.

    ResponderExcluir